A arquivação digital

http://www.economist.com/node/21553410

Está aí um artigo muito interessante sobre a digitalização das informações e a promessa de que isto ajudaria a fazer crescerem as bibliotecas. O artigo da revista “The Economist” entitulado “History Flushed” (traduzido, algo como “Descartando a História”) aborda a temática das mudanças idealizadas da era digital em contraste com as que de fato ocorreram. Acreditava-se numa quantidade de informações infinita e na possibilidade de armazená-las todas, quando na verdade agregar todas elas, principalmente online, é um tanto complicado. Vale lembrar que há uma certa dificuldade em parear a rapidez dos avanços dos softwares com a dos hardwares. A possibilidade de piratear informações também é preocupante. O artigo diz que até mesmo a crescente dos aplicativos para smartphones é uma ameaça. O que importa, de fato, é que apesar de toda a facilidade oferecida, os supostos benefícios para as bibliotecas e o mundo da literatura ainda não foi relevante. Ou será que o “boom” dos e-books é um progresso significante para a leitura? E quanto à possibilidade de repassar informações freneticamente sem o dar o devido merecimento aos autores (ou seja, plágio)?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s