Hoje escolho perder uma perna

Por não ir à cidade com tanta frequência, há tempo que não via mendigos, pobres, pessoas com necessidades especiais. Mas o que mais me chamou a atenção foi que vi duas pessoas cegas. A primeira era uma mulher, que andava com uma muleta e com uma amiga ou a mãe guiando-a. Mas quando vi um homem, que aparentava uns 60 anos, usando apenas uma muleta, totalmente perdido em sua noção espacial, tentando atravessar a rua, foi como se eu sentisse o desespero dele de não ver nada à sua volta – nem mesmo a cor do semáforo.

Me perguntei o que que eu preferiria perder, se tivesse que escolher –  a visão, a fala, a audição, um braço ou uma perna. Se eu não enxergasse, me angustiaria por saber que não veria como eu estava, nem pinturas, imagens, pessoas, tons, mas  esse tivesse nascido cega? Sequer saberia o que é azul, amarelo ou vermelho, e aposto que você não sabe definir o que é azul sem falar “é a cor do céu”, amarelo sem dizer “é a cor do Sol”, ou vermelho dizendo “é a cor do sangue”. Parabéns, eu não teria visto nenhuma dessas coisas para saber do que você estaria falando. Se eu não falasse, não poderia cantar também, sem contar que ficar sem falar é angustiante. Se eu perdesse a audição, não poderia ouvir música, até poderia tocar, mas não saberia como estaria soando. Se eu perdesse o braço ou a mão, não poderia escrever, desenhar, tocar piano ou violino. E se eu perdesse uma perna, não poderia andar. Talvez até conseguisse uma perna mecânica. Seria essa a opção menos pior para mim?

Foi quando me dei conta de que até nisso eu era egoísta. As pessoas que nascem com alguma dessas deficiências ou adquirem-nas com o passar do tempo, não puderam escolher uma opção “menos pior”. Eu, que nasci perfeita, quero ainda me dar a luxo de escolher o sofrimento menos penoso, o defeito que me faria sentir “menos mal,” não por altruísmo ou compaixão dos que já o tem, mas simplesmente para não deixar de fazer o que mais me apraz.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s