Resiste

É loucura dizer que não existe,

Que não há nervosismo de tremor,

Que não há impulso que insiste,

Que não há apreensão no temor.

É loucura achar que desiste,

Que se pode lutar com o calor,

Que o sintoma não persiste,

Que não há graça na confusão da dor.

É loucura dizer que resiste,

Às lembranças sem por favor

E acreditar que se resiste

A reviver apenas no interior.

É loucura acreditar que não existe,

Que o amor sem rodeios não insiste,

Que a paixão sem motivos não persiste,

Que a tanto temor, tremor, rancor, resiste.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s