Não é mais seu

Queria lhe informar,

Com muito pesar,

Que não vai adiantar,

Pode chorar,

Na rua meu nome gritar,

Na sua cama espernear,

Na minha calçada se jogar,

Na minha janela serenatear,

Na porta da doutora se lamentar;

Meus dias de luto se foram,

Meu bem, agora eu posso cantar.

Você pode se arrepender,

E depois de tanto se debater,

De ter estado em seu lazer,

Para o meu ombro correr,

Não vou te desprezar,

Meu bem, nem precisa se conter,

Não estarei longe de derreter.

Eu sei, não adianta fugir.

Por muito tempo eu quis fingir,

Até em meu próprio coração cair,

E meus sentimentos descobrir.

Creio que esse é seu fim, meu bem,

E sabe, não precisa partir,

A história pode concluir,

E o muro que jaz aqui ruir,

E finalmente vamos juntos sorrir.

Mas de pronto vou propor,

Que antes do sol se depor,

Que te resolvas, meu bem,

Não há tanto tempo para transpor,

E tudo que se perdeu repor.

Em tanta demora vou supor

Que no passado fostes por

E um novo ritmo vou compor.

Antes de tudo, porém, já esclareço:

Meu coração não é mais seu.

E desde já agradeço,

Já que de todo jeito vou passar bem.

Mas não te aquieta não,

Sempre é bom um recomeço.

Só não te esquece,

Meu coração não é mais seu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s