Soneto “Amor é fogo” – Camões trocado

Amor é fogo que arde e não se quer ver;
É ferida que dói e se sente;
É um descontentamento contente;
É dor silente a se esconder.

É um querer esquecer mais do que poder;
É um complicado andar por entre a gente;
É nunca contentar-se com o presente;
É querer ganhar mesmo quando se perder.

É trocar o novo por saudade;
É querer justificar o causador;
É sorrir triste em simplicidade.

Mas como pode fingir tal dor,
Acabar dita como amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s