Uma poesia sobre o nada

Eu não tenho o que dizer,

Sem ideia alguma de palavras,

Mas preciso muito passar o tempo com algo produtivo.

Maldita Revolução Industrial,

Desde quando só o que se produz é útil?

Porém, o tempo passa e de tempo é feita a vida.

Não, me engano. A vida é simplesmente vida e pode ser do que se quiser.

E como não quero que a vida passe,

Faço questão que o tempo me sirva para ser feliz,

Para ter certeza de que faço valer a pena,

Para mim ou para alguém.

Para outro certamente nem sempre agrada tanto quanto se quer,

Mas fazer o que?!

‘Um dia é da caça, outro do caçador’,

Um dia se faz feliz, em outro se é feito.

spotify:track:4gB5xf2Zj2Jb6ZM4i7GeT4

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s